entrevistas
Canto das perguntas de Turn A, com Kunio Okawara e Akira Yasuda.
quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021 às 10:47

Próximos Episódios
Mobile Suit Gundam: Hathaway's Flash (I)
Filme

7 de Maio de 2021

Gundam Build Divers Re:RISE
ONA

10 de Outubro de 2019

Gundam G no Reconguista II: Bellri, Kougeki!
Filme

21 de Fevereiro de 2020

Parceiros
Sobre o Autor: EXIA

Fã desde 2011 Conheçeu Gundam atraves de revistas especializadas em animes, sendo o primeiro Gundam que assistiria seria Gundam SEED.



Canto das perguntas de Turn A, com Okawara Kunio e Yasuda Akira.

Esta entrevista foi veiculada na edição de maio de 1999 da revista Animage, e foi adaptada para o inglês pelo blog criesinnewtype.wordpress.com.

Okawara Kunio Designer mecânico

  • Que tipo de reunião você teve com Tomino?

Okawara: Aconteceram muitas reuniões com Tomino quando ele estava na fase de tentativa e erro do projeto. Tudo relacionado a história, equipe e designs de mecha dessas reuniões é um segredo.

  • O que você pretendia alcançar com seus designs desta vez?

Okawara: Eu projetei para que a função dos mobile suit pudesse ser facilmente discernível apenas por suas silhuetas.

  • Quais foram alguns dos temas por trás dos mobile suit que você projetou?

Okawara: A águia que vai aparecer no episódio nove apresenta algo que sempre quis incorporar em um design: uma espinha. Outro era um macaco grande, como um gorila, basicamente sobrecarregado pelo canhão de raios nas costas.

  • Você pode nos dar sua impressão sobre a história geral, e o mundo de Turn A?

Okawara: Eu acredito que tem muito mais profundidade do que pode revelar para o mundo de Gundam.

  • O que você acha dos designs de Syd Mead? Como você se sente em relação ao bigode do Gundam?

Okawara: Ver um Gundam com um design tão industrial foi uma grande oportunidade de aprendizado para mim. Eu também sempre pensei em mudar a posição da antena para diferenciar entre eles, mas quando se trata da V-fin, que é uma parte tão icônica dos Gundams, não acho que seu design seja algo que eu poderia ter feito.

  • Quais são suas esperanças para a série de 20 anos de Gundam?

Okawara: Espero que todos curtam a série.

Yasuda Akira, também conhecido como Akiman Designer de Personagens

  • O que você achou do pedido de sua participação em Turn A?

Yasuda: 30% foi “Cara, eu sou realmente a pessoa certa para isso?”, o resto de mim estava pensando “Oh, sim, eu tenho tanta sorte!”

  • Quando você realmente começou a trabalhar no projeto?

Yasuda: Por volta de agosto de 1998, mas nada havia sido anunciado até aquele momento.

  • Que tipo de pedido veio de Tomino no que diz respeito ao design dos personagens?

Yasuda: Não recebi nenhum pedido concreto. Ele dizia que queria criar um personagem que atuasse em conjunto. Suas palavras continuaram soando em meu cérebro enquanto eu trabalhava. Na verdade, algumas de suas palavras ficaram grudadas em mim, “não se limite a colocar laços nas meninas”, “não as obrigue desnecessariamente a usar roupas que as exponham”, “siga as tendências da moda atuais, e pense em roupas que enfatizam as linhas do corpo”. Ele disse tudo isso para mim depois de revisar meu primeiro rascunho dos designs dos personagens. Graças a ele, resolvi parar de me fixar em fazer personagens “legais” ou “fofos”.

  • Há algo que você tenta manter em mente ao fazer o design?

Yasuda: Eu faço meu melhor para criar algo que muitos fãs vão curtir por um longo tempo.

  • Quem é atualmente seu personagem favorito? Quem foi o mais difícil?

Yasuda: Loran foi de longe o mais difícil. Eu tive que jogar fora completamente o que eu sempre considerei serem os pilares de construção de um protagonista e me perguntar, “o que significa ser o personagem principal?” Foi a primeira vez que fiz isso, e foi difícil. Por esta razão ele se tornou meu personagem favorito. Tive dificuldade em me adaptar para desenhar roupas baseadas na moda de cem anos atrás.

  • Qual é a diferença entre trabalhar em jogos e anime?

Yasuda: As raízes por trás do design para ambos são praticamente as mesmas. Onde eles se ramificam é que, no mundo do anime, o drama humano desempenha um papel significativo no entretenimento. Dá-se muito mais importância às expressões faciais.

  • O que você acha dos designs de Syd Mead?

Yasuda: Eu não gostava de início, mas aos poucos algo foi crescendo em mim até que finalmente me cativou. Eu não pude deixar de ver como eram legais – foi uma transformação estranha.

  • Como fã da série Gundam, qual é a sua favorita?

Yasuda: Gosto do primeiro Mobile Suit Gundam. Posso ter sido apenas uma criança quando o assisti indo ao ar pela primeira vez, mas ainda tenho essa conexão, por tê-lo visto na época.

  • Que tipo de anime é Turn A Gundam?

Yasuda: Uma história divertida. Veja como se fosse um conto de fadas de um futuro que pode acontecer.

  • O que você acha do diretor Tomino?

Yasuda: Divino, talvez? Grita às vezes. Seja descuidado e, click, uma foto é tirada. Storyboards interessantes. Uma bagunça quando se trata de horários. Ele percorre seus próprios passos. Trabalhador. Sim, é basicamente isso.

  • Tomino elogiou muito seus designs, mas qual você acha que é a parte mais valiosa de um design?

Yasuda: Se as pessoas veem valor suficiente em personagens cativantes, então quero acreditar que é isso o que tem mais valor.

Redes Sociais