entrevistas
Entrevista com Yoshiyuki Tomino para a Mobile Suit Z Gundam Encyclopedia: Parte 2
quinta-feira, 2 de julho de 2020 às 9:13

Próximos Episódios
Mobile Suit Gundam: Hathaway's Flash (I)
Filme

23 de Julho de 2020

Gundam Build Divers Re:RISE
ONA

10 de Outubro de 2019

Gundam G no Reconguista II: Bellri, Kougeki!
Filme

21 de Fevereiro de 2020

Parceiros
Sobre o Autor: EXIA

Fã desde 2011 Conheçeu Gundam atraves de revistas especializadas em animes, sendo o primeiro Gundam que assistiria seria Gundam SEED.



E ai pessoal! Vamos com a parte dois da entrevista do Tomino sobre Zeta Gundam? Vamos conferir o que mais ele falou sobre a serie?

PENSAMENTOS SOBRE CHAR E SAYLA

Em relação a Sayla, ela não teve nenhuma linha de diálogo durante o discurso de Dakar, na versão para TV, mas na versão para romance/novel (Kodansha), houve uma linha em que ela comenta que “talvez eu tenha que matar meu irmão”.

TOMINO: Essa foi uma linha que descreve como Sayla viu as mentiras de Char. Ela entendeu que a figura mais problemática, que bagunçava toda a situação, era Char.

Isso significa que o discurso de Dakar foi um erro da parte de Char?

TOMINO: Não, não foi um erro. Eu queria fazer algo assim, independentemente do que alguém dissesse, ou pensasse. No momento em que você pergunta: “você está falando sério?!” é quando isso se torna um problema. No recente incidente com Marcos Ferdinand, nas Filipinas, ele assumiu a presidência, apesar de saber que teria que fugir. Isso porque ele queria se despedir. Foi divertido, não importa como você olhe, e lembro-me de pensar que teria sido ainda mais legal se ele tivesse anunciado os membros do gabinete ao mesmo tempo.

É o que eu penso. Mas ele acabou não fazendo isso, preferindo palavras que o enalteciam, e declarações como “Eu fui presidente até o fim”. Sinto como se isso mostrasse como ele era o tipo de ser humano que era atraído por coisas comuns. Vendo isso, penso que talvez as pessoas não sejam tão equilibradas quanto pensam ser? Elas tendem a segur na direção daquilo que mais lhes agrada.

Sayla percebeu a insatisfação de Char, vendo como se comportou.

Ao mesmo tempo, Amuro estava fazendo coisas como oferecer apoio no salão de reuniões e confrontando Char enquanto ele estava perturbado, mas ele também não percebeu o ato?

TOMINO: Amuro gosta do Char. É por isso que o entende. Como Char foi colocado nesse tipo de situação, ele estava tentando sobreviver, tornando sua posição ambígua. À primeira vista, pode parecer uma posição liberal, mas mostra como é mais fácil entender as batalhas da extrema esquerda e da extrema direita. Sendo pego nessa posição, não há muitas pessoas que possam encontrar uma maneira inteligente de sobreviver. A menos, é claro, que sejam um tipo muito raro de indivíduo. Nesse sentido, provavelmente seria mais legal se chegasse ao ponto em que ele próprio assumisse a responsabilidade de matar a família Zabi, mas não conseguiu ir tão longe. No entanto, se ele se sentir assim em ZZ, provavelmente mataria Haman, sem mencionar que se tornaria um inimigo da Argama. Então Judau condenaria Char, e tentaria matá-lo. Nesse ponto, Char provavelmente chegaria perto de perder para Judau e, em no calor da situação, se livraria de suas hesitações e se tornaria um Char verdadeiramente forte. Obviamente, este é apenas um dos desenvolvimentos possíveis. No entanto, ele provavelmente é o tipo de homem que continuará a perder. Sendo assim, ele deveria se tornar o presidente do governo da Federação da Terra, mas provavelmente ainda é jovem demais para essa posição.

Esses aspectos não são coisas com as quais tenho compromisso pessoal dentro da história, então poderá ser assim que se desenrolarão.

REFLEXÕES SOBRE ZETA GUNDAM

Por fim, agora que você terminou Zeta Gundam, quais são suas impressões pessoais sobre a série?

TOMINO: Hmm, eu aprendi duas coisas: há várias coisas que você pode fazer porque é uma série de TV, e coisas que você absolutamente não pode fazer na TV. Acho que não existem muitas pessoas que passaram por ambas as experiências da mesma forma que eu. Consegui criar algo que gostei, e fiquei satisfeito. Então, apesar de já ter construído algo especial, me senti frustrado com a ideia de ter que parar no meio do caminho, mas então tive a oportunidade de me concentrar por um ano nas partes que achava que estavam mais falhas. Além disso, pude participar da minha primeira produção anual de TV, onde recebi sinal verde para fazer tudo que queria, mesmo coisas que geralmente não são permitidas na TV. O dinheiro não poderia comprar um ambiente tão próspero.

Seria muito pior usar 2-3 bilhões de ienes para gravar um filme ruim. Isso porque uma série de TV não é uma coisa única, “faz e pronto”, como um filme, e você pode dizer o que está acontecendo no andar da produção, porque ela está sendo feita sequencialmente. Para além disso, você pode usar uma temporada para fazer uma coisa, e depois outra temporada para fazer outra. Nesse processo, fica muito evidente e claro, o que fizemos, e o quanto foi aquilo que queríamos ter feito.

Depois de fazer Zeta, recebemos muitas reações diferentes da audiência. Mesmo que alguns dos comentários fossem do tipo “Tomino, o que diabos está fazendo?!”, quando você recebe cartas de críticas como essa, sabe que as pessoas estão assistindo ou que, mesmo que não estejam, que haverão pessoas que têm várias ideias sobre a série. O volume desse tipo de feedback é realmente imenso. E no meio disso, fui autorizado a fazer como eu quisesse. Sou extremamente grato por isso, e pelo fato desse tipo de série poder continuar por um ano inteiro. Sinto como se estivesse bem estruturado enquanto rodeado por tudo isso. É claro que deixo os jovens assumirem gradualmente algum controle em muitas partes, mas repito que estou muito agradecido por estar nesta posição.

E é esta a razão. É por isso que é difícil dizer se esse tipo de cansaço foi bom ou ruim. Quando penso sobre como foi para um espectador ter visto meu trabalho, eu realmente espero valorizar as experiências que me permitiram ter no ano que passou. Existe o problema da idade, então não tenho muita certeza de como as coisas vão seguir, mas espero continuar trabalhando nisso. É uma coisa totalmente diferente da experiência de um bom filme, então devo dizer que as diferentes empresas patrocinadoras envolvidas realmente me suportaram muito. Estou muito agradecido. De qualquer forma, em relação às minhas impressões, essas foram as coisas que deixaram uma forte impressão quando reflito sobre o ano passado.

E isso pessoal! para mas informações fiquem sempre ligados por aqui ok? ate mais!

Redes Sociais