notícias
Os Mechas de Yoshiyuki Tomino
quarta-feira, 9 de agosto de 2017 às 20:12

Próximos Episódios
Filme
Filme

Novembro / 2018

Episódio 5
ONA

??? / 2018

Parceiros

Sobre o Autor: EXIA

Fã desde 2011 Conheçeu Gundam atraves de revistas especializadas em animes, sendo o primeiro Gundam que assistiria seria Gundam SEED.



Ola pessoal como post de estreia para o novo site, decidir trazer uma curiosidade sobre os mechas que são produzidos por Yoshiyuki Tomino que pra quem não sabe, e o criador da série Mobile Suit Gundam que todos amamos, mais pra quem não sabe, ele começou muito antes da primeira série Gundam e começou a fazer seus trabalhos no mundo dos Super Robots.

Para os desavisados, vale ressaltar que os designs aqui apresentados são obras em conjunto com outras pessoas, no caso desenhistas e designers de mechas bastante conhecidos no ramo como o grande Kunio Okawara, Mamoru Nagano e Hajime Katoki, mais que grande influência e ideias para os designers vieram dele, e um último aviso, aqui inclui apenas as obras aonde ele foi roteirista e diretor, pelo simples fato de que sendo ambos, ele tem mais liberdade para trabalhar suas obras da melhor forma possível.

PS: DESCULPEM POR ALGUMAS IMAGENS NÃO ESTAREM TÃO BOAS, ATE POR QUE FOI UM POUCO DIFICIL DE SE ACHAR...**

Vamos começar em 1977 com o Invincible Super Man Zambot 3, pois na época a febre do Super Robot havia estourado com Mazinger Z e portanto, muitas empresas buscavam fazer suas próprias versões de Mazinger Z, aqui vemos que ele começa a construir o seu senso “estético” sobre mechas, dando ênfase ao “Gattai” clássico aonde o robô tem que ser montado a partir de várias partes.

Avançando um ano no futuro, em 1978 temos Invincible Steel Man Daitarn 3, que ainda segue a moda do SR (Super Robot), aqui vemos que seus designs ainda se mantêm no seu “Gattai”, e vemos que ele ate então em seus Mechas sempre possuem algumas referências a cultura japonesa, como o samurai por exemplo, e é claro a todas as armas utilizadas por eles.

Chegamos em 1979 aonde ele apresenta Mobile Suit Gundam para todos, trazendo ate então um conceito totalmente novo de história, aqui as coisas mudaram um pouco, os designs ficaram mais realistas para uma guerra, mais nunca deixando de trazer seus designs meio que “inovadores” pra época, como vemos nas imagens abaixo.

Em 1980 nasce Space Runaway Ideon, que tenta fugir um pouco mais do padrão e tentar algo novo, seus designs continuaram a ser refinados, mais nunca esquecidos, aonde vemos máquinas gigantes, uma hora humanoides, outras horas máquinas com formatos excêntricos, bem parecidos com algumas máquinas de Gundam, conseguiram ver algumas semelhanças?

Vindo agora para 1982, Combat Mecha Xabungle aparece com designs um pouco distantes de Gundam e Ideon que vieram antes, e tentou buscar algo como um meio termo entre o SR e o novo conceito de guerra trazido em Gundam.

Vamos agora para 1983? Aonde nasce Aura Battler Dunbine, junto com um dos seus designs mais conhecidos, junto com o famoso Gundam, aqui vemos que ele tentou imitar a natureza e fez uma incrível combinação de inseto e máquina, que e visto em muitas de suas obras.

Depois de alguns anos temos em 1985 Mobile Suit Zeta Gundam, que traz a tona mais alguns de seus desenhos de robôs incríveis, e que inclusive aqui, vemos que alguns mechas ainda tem traços de insetos ou ate mesmo que se parecem com algumas unidades de Dunbine vocês não acham?

Saltando para o próximo ano temos poucas alterações em Mobile Suit Gundam ZZ, aonde ele apenas continua com a linha de raciocínio da série anterior com alguns novos designs.

Em Mobile Suit Gundam F91 que foi um filme lançado em 1991, destaque para o XMA-01 Lafressia, que lembra muito suas ideias antigas como algumas máquinas de Ideon, e sobre como a criatividade humana ainda e algo incrível de se ver.

Passando por uma fase um pouco conturbada referente a Gundam, em 1993 Tomino nos apresenta Mobile Suit Victory Gundam, com a volta de um de seus designs mais marcantes, os famosos “besouros de Tomino”, mais sempre buscando a inovação.

Chegando em 1998 temos Brain Powerd, que também consegue trazer novos conceitos de mechas para os animes, de uma forma que somente ele sabe fazer.

Na virada do século Tomino ataca novamente com suas ideias ousadas e MS (Mobile Suits) totalmente repensados em Turn A Gundam, e com designs que ate hoje causa um pouco de estranhamento por parte da comunidade por se ter um Gundam com seu símbolo clássico de V ser um pouco fora do padrão, além de trazer máquinas que tentam fugir um pouco dos padrões.

Decidi trazer Overman King Gainer que apesar de ser apenas dirigido por Tomino acho que ele fez muito mais do que apenas dirigir essa série, pois os mechas de Overman são os mais Bizarros que você vai encontrar nessa lista, digo bizarro, pois e algo que, se vocês não veem o piloto controlando a máquina, ninguém nunca vai acreditar que aquilo são mechas, e é claro que em termos de design continua sendo algo incrível.

Para fecharmos a nossa lista de mechas que mostram o por que de Tomino ser uma lenda no mundo dos animes de mecha, voltando depois de 12 anos, ele nos traz Gundam Reconguista in G, aonde o que falta um pouco no roteiro mau explicado, nós ganhamos com a volta dos designers incríveis mostrados nessa série, de fato, quem conhece a franquia como ela e, sabe muito bem que esses designs incomparáveis de Tomino mostra que ele não veio para brincar aqui.

E ai pessoal o que acharam sobre os Mecha Designers de Tomino? Acharam muito estranhos todos eles? Gostaram? Ou vocês não são tão adebitos ao modo de pensar de Tomino? Deixem as suas opiniões nos cometários!

Redes Sociais